Diretores da Unick Forex tem prisão prorrogada

113

A Justiça prorrogou por mais cinco dias as prisões temporárias dos suspeitos de coordenarem a Unick Forex, entre os suspeitos estão Leidimar Lopes e Danter Silva.

O site Gaúcha ZH relata que a decisão foi tomada na noite da segunda-feira (21) a pedido da Polícia Federal com o objetivo de obter mais tempo para os depoimentos dos investigados.

Fernando Lusvarghi, advogado e direto jurídico da Unick ainda está foragido e vai ficar de fora da averiguação, pois o interrogatório com os demais estava agendado para acontecer na terça (22).

Nesse período de tempo, os agentes analisam documentos, mídias, informações de emails e celulares apreendidos durante a ação da polícia. Os investigadores estão aguardando um relatório do Banco Central sobre as contas bancárias dos suspeitos.

A PF diz que o grupo já teria movimentado R$ 9 bilhões e tinha cerca de um milhão de clientes operando em até 14 países. A defesa da Unick informa que está analisando inquérito da PF para se manifestar sobre o caso. Por enquanto, não há informações sobre pedidos de habeas corpus.

Veja mais: URpay desbloqueou contas de investidores da Unick Forex